Caso você não visualize as animações corretamente, clique aqui para fazer o download do plugin do Flash.

BM&F Bovespa

Notícias

Darlan Romani faz índice para o Mundial de Londres


Integrante da B3 Atletismo, que está nos EUA desde o início de abril para treinos e competições, venceu prova disputada na Flórida com a marca de 20,93 m


Osvaldo F./Contrapé/B3 Atletismo


São Caetano do Sul - Darlan Romani, da B3 Atletismo, obteve índice para o Mundial de Londres nesta sexta-feira (28/4/2017), no Tom Jones Memorial Invitational, disputado na cidade de Gainesville, na Flórida (EUA). Ele venceu a prova do arremesso do peso com a marca de 20,93 m - o índice para o Mundial é 20,50 m.

Para garantir a vaga no Mundial, além da obtenção do índice, Darlan também precisa estar entre os 40 melhores atletas do ranking olímpico do atletismo (máximo de três atletas por país), conforme critério da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). O prazo para a conquista das marcas mínimas vai até o dia 23 de julho.

Recordista brasileiro com 21,02 m, marca que lhe valeu a 5ª posição no arremesso do peso na Olimpíada do Rio-2016, Darlan está nos Estados Unidos desde o início de abril para treinos e competições. 

Darlan, de 26 anos, estreou na temporada na metade de fevereiro, e já havia feito quatro competições antes de viajar. Em todas, conquistou resultados acima de 20 metros. Até então, sua melhor marca no ano, obtida no Grand Prix Germán Lauro, em Buenos Aires, em 30 de março, era 20,46 m. Ainda venceu o NTC Invitational de Clermont, na Flórida, com 19,79 m, no dia 16 de abril.

Darlan começou no atletismo em Concórdia (SC), sua cidade natal, por incentivo do irmão, e faz parte da B3 Atletismo desde 2014. O arremessador é orientado pelo técnico cubano Justo Navarro, dentro da parceria que o clube tem com a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) para o desenvolvimento da área de arremessos.

Nos últimos anos, o atleta se firmou como o principal nome do arremesso do peso masculino no Brasil. Bateu o recorde brasileiro pela primeira vez em 31 de março de 2012, ao alcançar 18,84 m. Em setembro do mesmo ano, o catarinense se tornou o primeiro brasileiro a superar os 20 metros, com 20,48 m. Ainda evoluiu para 20,84 m (em outubro de 2014) e chegou aos 20,90 m em abril de 2015. Na prova classificatória da Olimpíada do Rio, em agosto de 2016, Darlan bateu o recorde brasileiro novamente, com a marca de 20,94 m. Na final olímpica, alcançou o melhor resultado da carreira até agora: 21,02 m.

Da origem familiar italiana vem o seu biótipo, adequado a uma modalidade que exige muita força. "Na minha família temos pessoas grandes e fortes", diz Darlan, de 1,88 m e 150 kg. Os calos nas mãos mostram a dureza da preparação para a prova. O peso oficial tem 7.260 kg, mas o atleta chegar a treinar com bolas de ferro de até 10 kg, nos trabalhos de força, ou de 5 kg e 6 kg, para os treinos de velocidade. "O treino de um arremessador nunca será leve, a gente vai ao limite quase todos os dias". No momento atual da temporada, Darlan faz dez sessões de treino, de segunda a sábado, realizando, em média, 100 arremessos diários.

O Clube de Atletismo BM&FBOVESPA agora é B3 Atletismo. A mudança de nome da equipe é consequência do nascimento da B3 S.A., resultado da combinação de atividades entre BM&FBOVESPA e Cetip, efetivada em 30 de março de 2017.

A B3 Atletismo, comprometida com o desenvolvimento do Brasil pelo esporte, tem parceria com CAIXA, Prefeitura de São Caetano e Nike.



Voltar à Home
Ir para o Topo
Copyright © 2010 Clube de Atletismo BM&FBOVESPA. Acesse e conheça o Instituto BM&FBOVESPA. Termos e Condições.
Content Stuff