Caso você não visualize as animações corretamente, clique aqui para fazer o download do plugin do Flash.

BM&F Bovespa

Notícias

Thiago do Rosário André coloca o Brasil em uma final de Mundial nos 800 m após 14 anos


Em sua primeira participação no Mundial adulto, meio-fundista da B3 Atletismo brilha em Londres e corre por medalha na terça-feira (8/8/2017); Márcio Teles luta nesta segunda por vaga na final dos 400 m com barreiras


Osvaldo F./B3 Atletismo


São Caetano do Sul - O jovem Thiago do Rosário André está na final dos 800 m do Mundial de Londres, encerrando um jejum brasileiro de 14 anos. O meio-fundista da B3 Atletismo, que completou 22 anos na sexta-feira, brilhou neste domingo (6/8/2017) ao garantir sua vaga na decisão do torneio disputando a série semifinal mais forte. A final será disputada na terça-feira (8/8), às 17h35 (de Brasília).


Thiago foi o quarto colocado da terceira bateria semifinal, a mais rápida. Como se classificavam os dois vencedores de cada série e os dois atletas de melhor tempo, o brasileiro entra na decisão com a 6ª melhor marca entre os oito finalistas, 1min45s83. Ele é estreante em Mundiais adultos - no Mundial Juvenil de Eugene (EUA), em 2014, Thiago ficou com o 4º lugar nos 800 m e nos 1.500 m. Neste ano, fez as melhores marcas pessoais tanto nos 800 m (1min44s81) quanto nos 1.500 m (3min35s28), além de ter vencido a prova de uma milha na Diamond League de Eugene.


O meio-fundista soube que tinha ido para a final na zona mista, enquanto dava entrevista. Entre a euforia e a incredulidade, tentou explicar sua tática na prova. "Eu nem sei o que falar! Hoje eu estava bem melhor do que ontem (quando correu as eliminatórias) e eu estava determinado a correr o tempo todo forte. Que ia acontecer o que tivesse de acontecer. Se eu não classificasse para a final, pelo menos ia correr com dignidade. Agora vou descansar e buscar uma estratégia", afirmou. Thiago contou que seu técnico, Ricardo D'Angelo, fez aniversário há uma semana. "Ele me pediu a final dos 800 m de presente", revelou.


O último brasileiro a disputar uma decisão dos 800 m em Mundiais foi Osmar Barbosa dos Santos, 8º colocado em Paris/2003. Antes dele, Joaquim Cruz ganhou o bronze em Helsinque/1983 (na mesma edição, Agberto Guimarães foi o 6º colocado) e Zequinha Barbosa ganhou duas medalhas: bronze em Roma/1987 e prata em Tóquio/1991.


Márcio Teles briga por vaga na final dos 400 metros com barreiras


Com apenas cinco anos no atletismo e em seu primeiro Mundial, Márcio Teles passou bem pelas eliminatórias dos 400 metros com barreiras e, nesta segunda-feira (7/8), disputa a semifinal, às 16h20. O fluminense de 23 anos foi o segundo da sua série com a marca de 49s41, sexto melhor tempo entre os 24 classificados.


"Eu sabia o que ia fazer. Me senti bem na prova, distribuí bem a corrida, estava tranquilo, rodando direitinho, fiz uma prova consciente. Estou feliz de ter ido para a semifinal e agora é focar, um passo de cada vez."


A B3 Atletismo, comprometida com o desenvolvimento do Brasil pelo esporte, tem parceria com CAIXA, Prefeitura de São Caetano e Nike.

 



Voltar à Home
Ir para o Topo
Copyright © 2010 Clube de Atletismo BM&FBOVESPA. Acesse e conheça o Instituto BM&FBOVESPA. Termos e Condições.
Content Stuff