Caso você não visualize as animações corretamente, clique aqui para fazer o download do plugin do Flash.

BM&F Bovespa

Palavra de especialista

20/9/2011

A importância do café da manhã na prática esportiva


Além de estimular o metabolismo, a primeira refeição do dia fornece os nutrientes necessários para a formação de estoques que garantirão energia para a atividade esportiva que está por vir


O café da manhã é a principal refeição do dia, porque repõe as energias perdidas durante o período de sono, fornece energia para começar o dia e normaliza a velocidade do metabolismo. O corpo permanece um longo período em jejum durante o tempo que passamos dormindo, apenas gastando a energia que está armazenada e o que ficou disponível na circulação. Com isso, há uma economia de energia durante esse período, tendo como consequência a diminuição no metabolismo.

 

Além disso, com o jejum prolongado, o organismo passa a consumir os próprios nutrientes que o constituem, gerando falta de energia e levando a um estado em que a pessoa se encontra extremamente enfraquecida. Sabe-se também que, quando se pula o café da manhã, a escolha na próxima refeição é por alimentos mais calóricos e gordurosos.

 

Para quem pratica atividade física, a necessidade de tomar o café da manhã é ainda maior. Além de estimular o metabolismo, a primeira refeição do dia fornece os nutrientes necessários para a formação de estoques que garantirão energia para a prática esportiva que ainda está por acontecer.

 

Para a escolha adequada dos alimentos no café da manhã é importante entender a função que cada nutriente desempenha no organismo. Os carboidratos (biscoitos, pães e cereais, por exemplo) são a principal fonte de energia para o cérebro e músculos. As proteínas (leite e derivados) atuam na função estrutural do organismo: constroem e reparam tecidos (músculos), regulam o sistema hormonal e imunológico e ainda fornecem cálcio, mineral importante na formação e manutenção do tecido ósseo e na contração muscular. As fibras das frutas e dos cereais integrais auxiliam o bom funcionamento intestinal, evitando a obstipação e controlando a absorção de nutrientes. O excesso de gordura pode atrapalhar o desempenho no exercício, por isso, o ideal é optar por alimentos desnatados e evitar frituras e biscoitos recheados.

 

Portanto, esportistas que treinam pela manhã, logo após acordar, nunca devem fazer os exercícios em jejum. Lembrando sempre de incluir carboidratos, por serem a principal fonte de energia.

 

Um bom exemplo de café da manhã seria:

- Alimentos integrais, que contêm mais fibras e possuem ações antioxidantes. Sua ingestão auxilia no bom funcionamento intestinal e ainda ajuda a previnir doenças;

- Cereais integrais, pães e biscoitos (fontes de carboidratos, responsáveis pelo fornecimento de energia);

- Leite e derivados (ricos em proteínas, responsáveis pela formação e manutenção dos tecidos e fornecimento de cálcio);

- Frutas e suco de frutas (fornecem vitaminas e minerais, responsáveis pela regulação de diversas funções no organismo).

 

Danielli Botture Pereira Lopes

Nutricionista do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA

 



Voltar à Home
Ir para o Topo
Copyright © 2010 Clube de Atletismo BM&FBOVESPA. Acesse e conheça o Instituto BM&FBOVESPA. Termos e Condições.
Content Stuff