Caso você não visualize as animações corretamente, clique aqui para fazer o download do plugin do Flash.

BM&F Bovespa

Palavra de especialista

25/7/2011

Calor ou frio?


Na hora de uma lesão aguda, a dúvida sempre surge: calor ou frio para melhorar?


Calor ou frio?

Com o objetivo de esclarecer nossos atletas, resolvi escrever este artigo para que, no momento agudo da lesão, ninguém tenha nenhuma dúvida e tome a atitude correta, melhorando assim a sintomatologia da lesão e evitando seu agravamento.

 

Quando me refiro a lesão aguda, estou retratando a lesão que acaba de ocorrer. Neste momento, independentemente do local e da estrutura lesionada, a indicação é a aplicação da crioterapia (terapia através do gelo).

 

No primeiro momento, a função da aplicação local de gelo é, antes de tudo, analgésica. Com a crioterapia, conseguimos um ótimo efeito analgésico, além de evitar que ocorra uma lesão secundária na periferia da primeira. O gelo é um grande vasoconstritor (diminuição do diâmetro de artérias e veias), o que faz com que o aporte sanguíneo no local seja diminuído, diminuindo também a liberação de substâncias que causam a inflamação e a dor.

 

Outros fatores importantes no momento da aplicação do gelo são o posicionamento do membro lesionado, que deve ficar elevado (para evitar o aumento do fluxo sanguíneo da região lesada), e a compressão da região com a bolsa de gelo (para evitar um maior extravasamento de sangue na região, o que dificultaria o início da fase de reabilitação).

 

Neste momento, seria um erro gravíssimo aplicar qualquer forma de calor, seja na forma seca ou úmida. O calor provoca vasodilatação (aumento do calibre dos vasos e artérias), o que aumentaria o sangramento local e, consequentemente, o edema ou hematoma, aumentando o processo álgico e, posteriormente, dificultando o processo inicial de reabilitação. Quanto maior a área do hematoma ou edema, mais estruturas estarão sendo lesadas pela compressão que o sangue extravasado causa na região, dificultando assim a chegada de substratos necessários para a recuperação.

 

Portanto, se você estiver em alguma competição sem o acompanhamento de nossa equipe médica e sofrer alguma lesão, NÃO TENHA DÚVIDA: aplique gelo no local por pelo menos 20 minutos e, no máximo, 30 minutos, repetindo as aplicações a cada duas horas. Depois desse primeiro autotratamento, procure o nosso médico para que seu problema seja diagnosticado e você seja encaminhado para tratamento fisioterápico, visando ao pronto retorno às atividades esportivas.

 

Rodrigo Iglesias

Fisioterapeuta do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA



Voltar à Home
Ir para o Topo
Copyright © 2010 Clube de Atletismo BM&FBOVESPA. Acesse e conheça o Instituto BM&FBOVESPA. Termos e Condições.
Content Stuff