Caso você não visualize as animações corretamente, clique aqui para fazer o download do plugin do Flash.

BM&F Bovespa

A Equipe - Comissão Técnica

Perfil

Neilton Moura


Saltos e provas combinadas


Agência Luz/BM&FBOVESPA

Neilton Salvador Alfano Moura

Nascido em 26/7/1961, no Rio de Janeiro (RJ)


Carreira: Iniciou no atletismo aos 14 anos, depois de ser levado por um professor de Educação Física, com a turma da 8.ª série, para conhecer a nova pista de atletismo do Ibirapuera que sediaria as competições dos Jogos Pan-Americanos de 1975. Um surto de meningite fez com que a sede fosse transferida para a Cidade do México, mas aquela visita foi decisiva para começar a treinar no local. "Fiquei encantado com o lugar e passei a treinar ali. Meus amigos foram parando aos poucos. Eu sobrei. Nem meu irmão quis continuar." Um ano depois, em uma competição interna, ganhou várias medalhas o que, inclusive, levou o irmão Nélio a voltar a treinar. Competia em provas de velocidade e nos saltos horizontais, principalmente no triplo. "Todos naquela época queriam saltar triplo. O João do Pulo havia quebrado o recorde mundial", comenta. Começou com o professor Jorente, que sofreu um grave acidente de automóvel. Quando isso aconteceu, passou a treinar com José Rabaça e depois com Pedro de Toledo, o Pedrão, Nelson Barros e Carlos Francisco De Jose. Competiu pelo EC Pinheiros (1976-1979) e pelo ASA SBC (1980-1983). Integrou seleções menores e juvenis. Optou por cursar Educação Física, achando que teria dos professores a compreensão necessária para um atleta que precisa ficar um mês fora da escola por causa de competições. Não teve. Mas aprendeu, no curso, "que os grandes atletas já nascem diferentes" e percebeu sua limitação nas provas em que fazia. Como estagiário do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa conheceu a nata do esporte e resolveu se dedicar a preparar atletas para irem mais longe do que havia chegado. Em 1982 já era treinador de um Centro Esportivo da Prefeitura de São Paulo. No ano seguinte, em 1983, parou de treinar. Em 1984, foi convocado pela primeira vez para ser técnico da seleção brasileira no Sul-Americano de Menores, na Bolívia. Desde então, raramente uma seleção é convocada sem ter um atleta com o qual trabalha ou orientou. Foi comentarista de atletismo na ESPN Brasil e Band Esportes nos Jogos Olímpicos de Atenas/2004, no Pan de Santo Domingo/2003 e GPS internacionais.


Formação: É formado em Educação Física, em Guarulhos/1981; tem especialização em Atletismo pela Fefisa/1982 e pela USP/1983. Fez intercâmbios em Mainz (ALE), em 1978; pelo programa Solidariedade Pan-Americana fez o curso de salto triplo com o professor italiano Gian Carlos Medesani, em 2002, e aperfeiçoamento com Brooks Jhonson, A. Venegas e R. Haugton, em San Antonio (EUA), em 2001; camping de Salto com Vara com Vitaly Petrov, em Fórmia (ITA), em 2006; curso de formação de treinadores IAAF como discente e docente em Santa Fé (ARG).

 

Seleções: Como atleta - Sul-Americano de Menores no Rio/1977, Intercontinentais Juvenis do México/1979 (campeão do salto triplo) e 1980 (vice-campeão no 4x400 m, correndo com Joaquim Cruz). Como técnico, entre outras - Sul-Americano de Menores, Bolívia/1984; Sul-Americano Juvenil, Argentina/1985; Pan-Americano Juvenil de Santa Fé/2001; Mundial Juvenil de Paris/1988; Sul-Americano de Lima/1993; Ibero-Americano de Iquique/2008; Mundial de Tóquio/1991; Mundial Indoor de Paris/1997; Jogos Mundiais da Juventude de Moscou/1998; Pan-Americano do Rio/2007; Universíade da Bangkok/2007; Jogos Olímpicos de Pequim/2008.

 

Principais resultados:

Com Paulo Sérgio de Oliveira, que fez 7,99 m no salto em distância e disputou os Mundiais Juvenis de 1986 e de 1988 e o Mundial de Tóquio/1991, mais o Pan-Americano de Havana/1991; Anísio Souza Silva, do salto triplo, finalista no Mundial Júnior de 1988, prata no Pan-Americano de Havana/1991 e com participação nas Olimpíadas de Barcelona/1992 e Atlanta/1996; Sueli Pereira da Silva, com participação no Mundial de Tóquio/1991, no lançamento do dardo; Luís André Eduardo Balcers, finalista no Pan-Americano de Winnipeg/1999, nos 11º m com barreiras; Cleiton Sabino, medalha de bronze no octatlo e no salto em distância no Mundial de Menores de Marrakesh/2005; Carlos Eduardo Bezerra Chinin, medalha de bronze no Pan-Americano do Rio/2007 e na Universíade de Bangkok/2007, com participação nos Jogos Olímpicos de Pequim/2008 e recordista do Troféu Brasil/2008.

 

Objetivo: Por acreditar que o atletismo pode ser um instrumento de transformação social atuar sempre na formação de novos atletas e, nauralmente, formar atletas olímpicos.



Voltar à Home
Ir para o Topo
Copyright © 2010 Clube de Atletismo BM&FBOVESPA. Acesse e conheça o Instituto BM&FBOVESPA. Termos e Condições.
Content Stuff